23/09/15 14:03

Leonardo Gonçalves "Acredito": Sucesso no YouTube

Em menos de um mês, o clipe “Acredito”, do cantor Leonardo Gonçalves, atingiu mais de um milhão de visualizações no YouTube. A canção foi usada como trilha sonora do filme evangélico Você acredita? (dos mesmos produtores de Deus não está morto), que estreou no começo de setembro. Um dos cenários da produção musical é a Igreja Adventista do Riacho Grande, em São Bernardo do Campo (SP). O filme “Você Acredita?” foi produzido pelos mesmos criadores do longa-metragem “Deus Não Está Morto”, sucesso de bilheteria no exterior e bastante repercutido aqui no Brasil.

O cantor Leonardo Gonçalves acumulou, em oito dias, a marca de 530 mil visualizações em seu novo clipe, “Acredito”. A faixa é uma versão em português da faixa “We Believe”, da banda Newsboys, e é tema do filme “Você Acredita?”

O resultado deste vídeo superou a velocidade do que alcançamos com o ‘Sublime’ que demorou 2 semanas para alcançar 400 mil visualizações. Além do resultado em si estou muito feliz com a repercussão da música. Já há ministérios de igrejas cantando esta canção e isso é muito emblemático. ‘Acredito’ já está no repertório de meus eventos e o povo todo canta junto. É realmente impressionante a força desta música!”, comentou o cantor.

Em entrevista à Revista Adventista, o músico comenta a repercussão de seus vídeos na internet e fala sobre a ampliação de seu círculo de influência.

Vários de seus clipes já fizeram muito sucesso. A música “Sublime”, por exemplo, tem quase 7 milhões de visualizações no YouTube. O que tem contribuído para essa explosão de acessos às suas produções musicais na internet?

“Primeiramente, o perfil do público está mudando bastante. O lugar em que as pessoas mais ouvem música hoje é o YouTube/VEVO. Estudos apontam que jovens entre 15 e 25 anos de idade passam três vezes mais tempo no YouTube do que na frente da televisão. Um dos fatores que contribuem para isso é a possibilidade de escolherem o que querem assistir. Além disso, o YouTube tem um alcance mundial e permite a contagem de visualizações, possibilidade que não é oferecida pela televisão.
Em segundo lugar, vivemos numa época em que cada vez mais as pessoas dão preferência à imagem. Somente o áudio parece não satisfazer às necessidades do público. No Instagram, no Snapchat e mesmo no Facebook, as imagens e os vídeos estão entre os conteúdos mais visualizados, compartilhados e comentados.
O terceiro ponto é que eu tive uma mudança de postura. Sempre fugi da exploração da imagem pela simples questão de não me sentir confortável com isso. Embora tenha conta no Instagram e em outras redes sociais, raramente apareço. Para se ter ideia, lancei meu primeiro videoclipe somente dez anos depois do primeiro CD. Esse foi, inclusive, um dos principais motivos do atraso no lançamento do CD e DVD ao vivo Princípio. Não me sentia à vontade com esse tipo de exposição. Depois do lançamento, no entanto, tudo mudou. Embora ainda não esteja totalmente confortável com essa nova realidade, desde novembro do ano passado é a primeira vez que imagens minhas são veiculadas em conjunto com minhas canções.
A quarta e última razão é que, quando você tem uma via direta de divulgação com pessoas que acompanham quase que diariamente seu trabalho, o acesso e a resposta a qualquer novidade lançada são muito maiores e muito mais rápidos.”.

Você acha que através da música é mais fácil quebrar barreiras e se aproximar das pessoas que não professam a mesma fé?

“Sem sombra de dúvidas, a arte é a melhor maneira de aproximar pessoas que pensam de maneiras diferentes. Porém, há muitos que não compreendem essa questão ou acham que isso é ruim. Ela tem a capacidade de provocar sentimentos através da autorreflexão e da autocrítica, e de despertar sentimentos semelhantes em pessoas com culturas diferentes. Mas, para isso, precisamos estar dispostos a dialogar. Tenho tanto a oferecer quanto estou disposto a receber. O conceito de aprendizado moderno não é o que um ensina e o outro aprende, mas o que todos, igualmente, compartilham conhecimentos e experiências. Compreendo que, para alguns, isso pode soar perigoso. No entanto, quando sabemos quem somos à luz da Palavra, e quando estamos firmes em Cristo, mesmo que o outro creia de modo diferente, somos conectados não somente uns com os outros, mas com Deus. Nesse sentido, a arte pode, sim, ser um instrumento de aproximação.”

A música-tema do longa-metragem, interpretada por Leonardo Gonçalves, obteve mais sucesso na rede social do que a versão dublada do trailer do filme.


CONFIRA O CLIPE DE “ACREDITO – LEONARDO GONÇALVES”


----------

 

 Em 2014, o filme Deus Não Está Morto foi sinônimo de sucesso com mais 290 mil espectadores no Brasil, e supreendeu o mundo inteiro por onde passou. Desde então o desafio para os produtores tem sido simplesmente: qual o próximo filme?

VOCÊ ACREDITA? é a mais nova produção dos mesmos criadores de Deus Não Está Morto. Esse novo projeto busca mostrar o poder restaurador do sacríficio de Cristo na Cruz e a importância de compartilhar essa mensagem de salvação. Mais do que um filme, é uma pergunta que todos nós devemos responder em nossas vidas: VOCÊ ACREDITA? Então, compartilhe com todos que conhece #EuAcreditoNaCruz.

SINOPSE: Doze pessoas, seguindo caminhos diferentes, têm suas vidas interceptadas de forma inesperada. Cada um deles está prestes a descobrir o poder que há na cruz de Cristo, ainda que muitos deles não acreditem nisso. Uma crença verdadeira sempre requer ação e nessa trajetória, todos serão impactados de maneira que só Deus pode orquestrar.

Estrelando: Mira Sorvino (Samantha) Sean Astin (Dr. Farrell) Alexa PenaVega (Lacey) Ted McGinley (Matthew) Andrea Logan White (Andrea) Cybill Shepherd (Teri)

 

    
 ----------

 

CONFIRA ITENS RELACIONADOS A ESTA POSTAGEM

 

 

FONTES:
Eu Acredito Na Cruz
Revista Novo Tempo